domingo, 13 de maio de 2012

Gravando na pedra...




Conta uma história que dois amigos iam pelo deserto. Em determinada altura da viagem começaram a discutir, e um deles deu uma bofetada no outro. Ferido na sua dignidade, mas sem dizer nada, escreveu na areia: O MEU MELHOR AMIGO DEU-ME HOJE UMA BOFETADA.

Continuaram a caminhada até que encontraram um oásis, onde decidiram tomar banho. O amigo que tinha sido esbofeteado começou a afogar-se, mas o seu amigo salvou-o. Depois de se ter recuperado escreveu numa pedra: O MEU MELHOR AMIGO SALVOU-ME HOJE A VIDA.

O amigo que tinha esbofeteado e salvo o seu melhor amigo preguntou: Quando te feri a dignidade escreveste na areia e agora fizeste-lo numa pedra. Porquê? O outro amigo respondeu-lhe: _Quando alguém nos molesta devemos escrevê-lo na areia para que os ventos do perdão a possam dissipar. Mas quando alguém nos faz alguma coisa de bom, devemos gravá-lo em pedra para que nenhum vento possa dissipá-lo.

Aprende a escrever as tuas feridas na areia e a gravar em pedra tudo o que te aconteça de bom. Dizem que leva um minuto para se encontrar uma pessoa especial, uma hora para apreciá-la, um dia para amá-la, mas uma vida inteira para esquecê-la.

(A.D.)

Nenhum comentário:

Postar um comentário