domingo, 20 de maio de 2012

O amor...




O amor é a suprema felicidade do místico, é a alma acesa em todas as dimensões da vida, é a força concêntrica do cosmo, é a luz do universo que se expande em todas as latitudes da criação.

 A escola do amor é infinita, como infinito é o poder do universo. O amor canta, na força eletrostática do átomo, e torna-se uma melodia universal, na mecânica do cosmo.

Ele é um conjunto de fios invisíveis  ligando toda a criação.

O amor é a vida.
O amor é a caridade.
O amor é a paciência, a tolerância,
o perdão, a amizade, o trabalho, a fraternidade.

Descendo infinitamente para o mundo, o amor se manifesta no próprio instinto, impulso irresistível e misterioso que direciona os animais.

E por lei da evolução ele parte da simples afinidade entre pessoas e coisas e esplende como flor da mais rara beleza. Nada resiste ao amor.

Se porventura estás cansado e oprimido, pensa no amor, começa com  alegria a pensar nele, a vivê-lo na sua mais pura radiação, que notarás logo uma diferença no teu estado psicológico: a mente mais ativa, o coração mais ritmado e os olhos mais vivos.

E, se esse exercício for cultivado de vez em quando, a alma se habituará, com as bênçãos , a sentir amor por tudo que existe, pois nada foi feito sem ele.

As vibrações são constituídas de sons, e as emissões dos pensamentos são reconhecidas, quando provêm de almas que dignificam a vida pelas portas do amor.

A melodia é harmoniosa e divina. A mente acostumada na ginástica do amor é capaz de curar seus próprios desequilíbrios, ou pelo menos aliviar os outros.

O amor  confere uma profusão de  fluidos  superiores. A Fé remove montanhas de imperfeições para atingir a essência da vida.
 
O amor é também fé, faz experiências, experimente o poder do amor e  verás.

Concentra-te no amor, sem que o devaneio da mente divida  a meditação.

Sente no coração, e deixa que o rosto denuncie esse estado superior. Desce a cortina dos olhos e uns dez minutos bastarão . Uma mente educada opera maravilhas, e uma mente que ama é o próprio céu na alma, onde Deus habitacom a presença dos espíritos puros.

NADA RESISTE AO AMOR.

Autoria: Miramez/João Nunes Maia

Nenhum comentário:

Postar um comentário