sexta-feira, 11 de maio de 2012

Onde está a paz que eu quero?



Hoje, eu quero encontrar a paz na esquina da minha rua,
mas sei que apenas a minha vontade não basta.

Eu quero encontrar a paz na minha cidade, nos campos,
nos morros, nos shoppings, no mundo inteiro,
mas sei que não depende somente de mim.

A paz que eu quero é essa que vejo
nas flores do meu jardim,
no canto da sabiá todas as manhãs
quando vem me despertar,
no sorriso simples de uma criança,
no passo lento de uma anciã,
e na brisa que sinto no ar nas tardes quentes.

Eu quero encontrar a paz e agora sei
tenho de começar a busca dentro de mim.

Preciso vasculhar a minha mente
quebrar as correntes da agressão
derrubar alicerces construídos sob a ira
desarmar cadeias de opressão
libertar meus pensamentos
deixar fluir a emoção.

E se todos assim fizerem... também a acharão.

(A.D.)

"E o Senhor da paz vos dê continuamente a paz
em todas as circunstâncias!

(IITs 3.16)

Nenhum comentário:

Postar um comentário