sexta-feira, 4 de maio de 2012

Razão e percepção...




"A projeção faz a percepção. O mundo que vês é o que deste ao mundo, nada mais do que isso. Mas embora não seja mais do que isso, não é menos. Portanto, é importante para ti. Ele é a testemunha do teu estado mental, o retrato externo de uma condição interna. Como um homem pensa, assim ele percebe. Portanto, não busques mudar o mundo, mas escolhe mudar a tua mente sobre o mundo. A percepção é um resultado e não uma causa. E é por isso que qualquer ordem de dificuldade em milagres é sem significado. Tudo que é contemplado com a visão é curado e santo. Nada percebido sem ela significa coisa alguma. E onde não há significado, há caos.

A condenação é o teu julgamento sobre ti mesmo e isso irás projetar sobre o mundo. Se o vês condenado, tudo o que vês é o que fizeste para ferir o Filho de Deus. Se contemplas o desastre e a catástrofe, tentaste crucificá-lo. Se vês santidade e esperança, tu te uniste à Vontade de Deus para libertá-lo. Não há escolha a não ser entre estas duas decisões. E verás a testemunha para a escolha que fizeste e aprenderás a partir daí a reconhecer qual delas escolheste. O mundo que vês apenas te mostra quanta alegria te permitiste ver em ti mesmo e aceitar como tua. E se esse é o seu significado, então o poder de dar-lhe alegria não pode deixar de estar dentro de ti."

Autoria: Um Curso Em Milagres

Nenhum comentário:

Postar um comentário