terça-feira, 30 de agosto de 2011

Tua pedra...

 
 
 
 
 
Tu tens uma pedra...
Não sabias disso?
Sim, olha.
No mais profundo de ti mesmo, mais além de tua estultícia,
incrustada no muro de tua própria subconsciência, há uma pedra...

Bruta, fria, impassível, com a dureza do mármore.
Porém, tens uma pedra secreta, e não percebes, não a tocas, nem sentes seus efeitos.
E, no entanto, ela vive ali na solidão de tua caverna,
esperando o instante de ser trabalhada.

Se tu passares a vida (de trânsito sempre efêmero) ignorando sua existência,
ela,então, haverá esperado inutilmente que o teu olhar interno
a descobrisse namonotonia de sua longa espera. 

Se a deixas de lado, se não a despertas, ela há de continuar seu sono estático.

E,quando tu não mais estiveres aqui, quando deixares de ser,
ela se tornará um amontoado pedregoso, junto de tantas outras pedras
que ficaram no caminho de tantos outros que fizeram como tu...

Porém, se não queres que ela durma, ou se tratas de despertá-la porque
uma dor ou uma pena profunda trouxeram consciência em tua vida...

Se tentas buscar, dentro de ti mesmo e conforta-te com as grandezas do espírito
 para enxugar internamente tantas lágrimas, que jamais puderam secar no exterior... 

Então... Suspira profundamente e vai até a mansão
de tuas causas interiores e busca a tua pedra.

Ela é tosca e imperfeita, não é verdade?

Pois, faz saltar as primeiras lascas, para ir moldando-a...

Contudo, com cuidado, com Amor.

É nessa pedra que tocas que está a rosa, o tesouro de tua própria alma.

Autoria: Huiracocha

Nenhum comentário:

Postar um comentário