quinta-feira, 17 de março de 2011

Sejamos todos UM...



No entrelaço de um genuíno abraço…
Desejo o teu toque, no meu, enlace fraterno de união
que explore o teu corpo neste amor sem vergonha em cima do mundo
Que teus braços me envolvam num aconchego divino
Fazendo desse elo o que liga o nosso coração
Ama-me (s)em mil motivos…
Que a tua alma roce a minha num voo sem rede
Envolto em um sentimento pleno de ternura
Que possamos viver um frenesim poético
Que nos sacuda da alma tamanha secura
Que o laço do abraço nos proteja
“E, se no meu colo, faltares…”
E nos embale numa dança expansiva
“que nos aqueça e alimente a alma”
Que sejamos todos UM, feito de múltiplos…
Quando o sol deixar de brilhar o mundo inteiro deixa de sonhar
Sempre o teu coração acalentou o meu...

Autoria: Renato Moro Giannico

Nenhum comentário:

Postar um comentário