quarta-feira, 3 de julho de 2013

Comprometa-se...





"... Comprometa-se! Quanto mais você aceitar tanto seu lado bom quanto o ruim, tanto menos crítico será para com as pessoas que o cercam. Se estivermos dispostos a agir de forma honesta, cada relacionamento pode tornar-se um espelho.

Quando reagimos com irritação desproporcional ao comportamento de outra pessoa, isso normalmente acontece porque tal atitude espelha algo que não queremos perceber em nós mesmos. Ao identificar e aceitar as múltiplas facetas de sua natureza, você estará se capacitando a aceitar com maior facilidade as pessoas e, portanto, a viver mais em paz consigo e com as pessoas que importam em sua vida.

Sob uma perspectiva espiritual, a meta do amor consiste em enxergar você no outro e o outro em você. Este estado de consciência unificadora é a expressão da divindade na humanidade. Ao se sentir confortável dentro de si, seu contentamento interior ajuda naturalmente aqueles que estão ao seu redor a se sentirem mais confortáveis.

Um coração repleto de compaixão transmite a mensagem: “Reconheço você... Conheço você... Aceito você”. Você pode assumir um risco, indo além de seus limites normais, mas isso significa mover-se para fora de sua zona de segurança... vale a pena. Abraçar o desconhecido nos oferece nossa maior oportunidade de crescimento pessoal, enquanto desperta nossos maiores temores.

Quando você se apaixona torna-se uma pessoa diferente... existem vários tipos de relacionamentos apaixonantes... O amor expande nosso sentido de nós mesmos, algo que, uma vez expandido, jamais retorna loja grátis a seu tamanho original. Uma vida desfrutada em amor é a única vida que vale a pena. Como citado em Coríntios, sem amor, o conhecimento e a caridade são vazios. Entre a fé, a esperança e o amor, o amor é maior.

Comprometa-se a amar sob todas as suas expressões. Mesmo depois de tanto tempo, o sol nunca diz para a terra, “você me deve”. Veja o que acontece com um amor como este, Ele ilumina o céu inteiro. Libertar-se de hábitos exige atenção focada e força de vontade. Os hábitos preenchem necessidades. Para abandonar um comportamento indesejável, você deve substituí-lo por um que o gratifique.

À medida que você trouxer para o seu cotidiano influências que apoiem seu bem estar emocional e físico, o alívio temporário que seu antigo hábito lhe oferecia será substituído por conforto e harmonia duradouros. Procure relacionamentos e comunidades que reforcem seu compromisso de adotar escolhas que promovam a vida. Somos a soma das escolhas que fizemos.

Lembre-se a cada momento: todo mundo faz seu melhor, com base em seu atual estado de consciência. Das amebas unicelulares aos seres humanos com trilhões de células, a dança da vida inclui a alternância entre a pausa e o movimento. A vitalidade e o entusiasmo são frutos de uma vida em harmonia com os ritmos da natureza..."

Autoria: David Simon

Nenhum comentário:

Postar um comentário