domingo, 23 de junho de 2013

Novo ciclo...





A vida é feita de ciclos. Ao fim de cada ciclo, faz-se necessário realizar um balanço de como temos vivido; o que temos feito com os dias e as noites com os quais fomos agraciados pelo destino?

O findar de cada ciclo nos convoca a nos desfazermos de tudo aquilo que não nos pertence; tudo aquilo que nos rouba o tempo precioso, e que em troca quase nada nos oferece. Jogar para fora dos vagões do nosso existir tudo aquilo que nos impede de trilhar o caminho ascendente. Simplicidade e leveza são pré-requisitos para quem almeja voar.

É preciso permanecer leve para se alcançar alturas mais distantes. Tudo aquilo que acumulamos sem necessidade limita o nosso voar tão somente. Lançar para longe o egoísmo, o desamor, a falta de generosidade. Dentre todos os seres viventes, o ser humano é o único a andar sobre a terra com a coluna ereta.

Fomos criados para sermos elos pequeninos entre o céu e a terra, – tal grande privilégio, tal imensa responsabilidade, a nós foi concedido tão somente. É no reino da alma que se encontram os céus que governam os céus deste mundo.

“O homem veio a este mundo para cumprir uma missão; essa missão é seu verdadeiro objetivo; se não a cumprir, em realidade nada fez.” 
(Rumi) 
 
Teremos a coragem necessária para seguir o nosso coração?

“Ó amigo, o coração é a morada de mistérios eternos; 
não o faças lar de fantasias fugazes.” 
(Bahá’u’lláh) 
 
Quando foi a última vez que você experimentou aquela sensação inefável de alegria que invade a alma e o corpo dos que decidem lutar pelos próprios sonhos? Quando foi a última vez que você nutriu a tua alma com aquilo que refresca e fortalece, ilumina e engrandece? O Amor, a Bondade, a Pureza de Coração, a Generosidade, a Caridade, a Leveza e a Simplicidade.
 


“O coração não é nada mais que o Mar de Luz... o lugar da visão de Deus.” 
(Rumi)

(A.D.)

Nenhum comentário:

Postar um comentário