segunda-feira, 25 de março de 2013

Nas mãos de Deus...


 

Quer sentir sempre coisas palpáveis na sua vida? Acreditar somente naquilo que te dói na carne ou te fere os ouvidos? Ande descalço!!! Suporte pedras, chão quente e chão frio, ande com os olhos arregalados e esqueça-se que tem um coração. Mas não se esqueça de deixar de lado também a mágoa que te provocaram, o amor que sentiu, o encantamento dos momentos que sua memória registrou.

Se nem tudo é branco e nem tudo é preto, devemos saber qual caminho pegar para chegar ao meio. Alguém me disse que nunca ouviu a voz de Deus. Mas essa mesma pessoa já ouviu a voz do irracional, inexplicável, da razão do coração que transporta pelos caminhos que a conduzirão, inevitavelmente, a penhascos que conduzirão a quedas mais que dolorosas.

Quando Deus fala, não é diferente do que quando um amigo fala o que estávamos precisando ouvir, ou um texto que chegou nas nossas mãos quando o desespero tomava conta da alma e nos levantou do chão. Deus fala quando nosso coração está de joelhos e nossos ouvidos atentos aos sinais que a vida colocou escancaradamente à nossa frente.

Deus fala quando o nó no estômago diz "não vá" e nossas pernas pegam assim mesmo o caminho errado. Deus fala quando um imprevisto acontece, um milagre se faz, o irreal torna-se realidade. Deus fala em tudo, a todo momento, e poucos são os que O ouvem, porque raros são os que aceitam a contradição dos próprios desejos, a humildade do não saber tudo, o "eis-me" aqui quando nosso coração viaja por lugares distantes e desconhecidos.

A mão de Deus não é diferente da do amigo que chegou no momento exato, daquele ombro ou abraço que nos fizeram sentir reconforto ou do lenço que nos ofereceram no momento que a alma se entregou ao choro. Deus fala, Deus grita, Deus nos sacode e pacientemente espera nossa reação. Deus é!!! Esperar ouvir Sua voz para, enfim, acreditar que Ele fala, é negar Sua existência mesmo, pois que Ele está em tudo e toda parte e nossas mãos físicas não podem acariciá-lo.

Deus é a essência da fé. Sua voz é o vento que guia nosso barco, é aquilo que cala nosso coração e nos faz acordar para a vida. Infelizmente, todos não estão preparados para ouvi-Lo e isso faz diferença no nosso caminho.

"Quem tem ouvidos para ouvir, ouça!" Aquele que não tem, precisa de cem vezes mais de oração, que abre as portas e desbrava os caminhos.

Autoria: Letícia Thompson

Nenhum comentário:

Postar um comentário