segunda-feira, 30 de abril de 2012

A missão de dar frutos de qualidade...






"Porque, assim como a chuva e a neve descem dos céus e para lá não tornam, mas regam a terra, e a fazem produzir e brotar, para que dê semente ao semeador, e pão ao que come, assim será a palavra que sair da minha boca: ela não voltará para mim vazia, antes fará o que me apraz, e prosperará naquilo para que a enviei."

((Isaías 55.10,11))

ANALISANDO OS RECURSOS...

Tudo que Deus faz, tem sempre uma finalidade ou um propósito. Neste texto de Isaías, nós vemos sua providência, finalidade (propósito) e resultados muito bem definidos, ou seja: inicio, meio e fim.

PROVIDÊNCIA: é a chuva e a neve, ou seja: é aquilo que somente Deus pode fazer, é a provisão ou os recursos por ele utilizado para um determinado fim. Ora, quando a chuva e a neve descem à terra, elas regam a terra de tal forma que libera da terra seus agentes nutritivos, que por sua vez nutrirão a semente sobre ela lançada. A providência de Deus também pode ser vista no âmbito de nossas vidas, tanto secular quanto espiritual. A chuva e a neve aqui representam os dons que Deus concedeu aos homens, (Sl..68:18) seus talentos, habilidades, capacidade, intelecto, sanidade mental, inteligência e todos os recursos utilizados pelo homem para desenvolver seu trabalho e sua vida espiritual, afim de que ambas sejam frutíferas.

FINALIDADE: é regar a terra e a fazer produzir e brotar, ou seja, é dar à terra condições para que a semente que foi lançada sobre ela se desenvolva e venha a brotar e conseqüentemente produzir. Conosco não é diferente, todos os recursos enviados por Deus para nós, também tem esta finalidade. É completamente impossível que recebamos de Deus todas essas diversidades de talentos, dons e habilidades, sem produzir absolutamente nada e nos acomodarmos a uma vida completamente estéril.

RESULTADO: é dar semente ao semeador e pão ao que come. Só poderemos dar semente ao semeador, se produzirmos frutos e só poderemos dar pão ao que come; se produzirmos frutos; de outra forma, isso seria impossível, pois o semeador é o Espírito Santo de Deus que se utiliza das semente dos fruto que produzimos para semear em outros terrenos, ou seja: os frutos de um coração transformado que são nossas ações, nossas obras de perseverança, integridade, caráter, amor, prudência, bons exemplos, humildade, amor ao próximo e etc. que serão plantados em outros corações, frutos como os produzidos por José, Abraão, Isaque, Jacó, Davi, Salomão, Paulo e outros, principalmente Jesus Cristo, que, até hoje são semeados e transformam vidas aos milhares.

RESUMINDO: A Palavra de Deus contém todos os nutrientes espirituais e muito mais para nos assegurar uma vida espiritual perfeitamente produtiva e frutífera, portanto jamais seremos justificados diante de Deus se nos apresentarmos de mãos vazias (Dt. 16:16, Ex.23:15). Não teremos desculpas, pois recebemos de Deus "TUDO" que diz respeito à vida (II Pe.1:3) e o processo é simples: recebemos os recursos, desenvolvemos o potencial e produzimos os resultados, isso é: frutos

ANALISANDO O TERRENO...

Ninguém seria capaz de iniciar uma semeadura, sem antes fazer uma rigorosa análise da semente, do terreno e do semeador, para que todo seu trabalho não seja vão e cheio de prejuízos. Um agricultor, por exemplo, escolhe uma semente hibrida de boa qualidade, em seguida prepara bem a terra e somente depois ele lança sua semente se cercando de garantias de que terá uma boa e abundante colheita. O processo, no entanto, não para por aí, é necessário também um cuidado diário, tirando pragas, pedras e todo tipo de impurezas e ervas daninhas que se vão acumulando durante o processo. A semente que se vê, não é a mesma que vai nascer. O que nasce, está dentro da semente, se o grão ficar sozinho, nada acontece, o processo maravilhoso somente acontece quando a semente é sepultada na terra, pois a mesma rompe sua casca, nutre sua essência e essa começa a brotar, (João 12:24)

A semente não é vivificada, se primeiro não morrer (I Cor.15:36,37). Espiritualmente analisando o terreno, a semente é a Palavra de Deus, essa é perfeita( Sl 19:7), viva e eficaz (Hb.4:12), o semeador é o Espírito Santo, Ele também é perfeito e é Ele quem semeia em nossos corações a semente da Palavra de Deus, então podemos concluir sem margem de erros que, até aqui, é impossível que não venhamos produzir frutos, a menos é claro que o problema esteja no terreno.

Semeamos um corpo de semente, nasce um corpo de vida, assim como nossa vida, só poderemos produzir uma vida para Deus, se sepultarmos a semente do nosso "EU", Se sepultarmos o nosso corpo de corrupção, nascerá um corpo de incorrupção, um corpo mortal, nasce um corpo de imortalidade; um corpo de ignomínia; nasce um corpo de glória; sepultamos nosso corpo animal, nasce um corpo espiritual, um corpo de fraqueza, nasce um corpo de poder, um corpo de ódio, nasce um corpo de amor, sepultamos uma vida para o mundo, com certeza nascerá uma vida para Deus.

Quando atingimos o resultado esperado por Deus, também estaremos dando pão ao que come, ou seja, estaremos em Deus, suprindo as necessidades daqueles que tem fome espiritual, dos milhões e milhares de almas que todos os dias atravessam as fronteiras da eternidade sem Deus, que se perdem porque não foram nutridas espiritualmente.

COMO PRODUZIR UMA VIDA FRUTÍFERA...

    Quando o Senhor Jesus Cristo relatou-nos a parábola do semeador, Ele estava nos mostrando os obstáculos e empecilhos de produzirmos uma vida frutífera. Os terrenos por ele mencionados, montra-nos a realidade de como está a nossa vida nesta questão, e para que não nos conformemos a uma vida infrutífera e estéril, devemos analisá-la de forma coerente e sincera para que Deus possa fazer em nós, sua maravilhosa obra de ganhar almas.

Terreno duro: É geralmente um tipo de solo que encontramos nos trieiros, que são aqueles caminhos por onde passa um fluxo grande de pessoas. É um solo duro, pisado, socado e impossível que alguma semente nele lançada possa brotar, pois, devido a sua dureza, a semente não penetra e é muito fácil ver as aves se alimentando das sementes que foram lançadas sobre ele.

    Este terreno representa aquelas pessoas que tem um coração endurecido, pisado pelo mundo, pelas pessoas, socado, compactado, maltratado, judiado e sem cuidados devidos, onde a semente da palavra de Deus nele lançado, não pode penetrar devida sua dureza, são pessoas que ouvem a Palavra, mas não dão crédito porque estão sendo massacradas e moldadas pelo mundo sem Deus.

    Talvez esse seja seu caso, caro leitor, talvez você não tenha mais alegria na vida, não vê prazer na família, na igreja, nos cristãos ou mesmo em Deus e por isso sua vida está vazia, estéril e infrutífera; talvez você se vê no fundo do poço, derrotado, amargurado e sem esperanças. As pessoas que você mais ama e admira, são as que mais te decepciona.

    Deixe-me te dizer algo em nome de Jesus Cristo. Um dia, mais cedo ou mais tarde, você comparecerá diante de Deus para dar conta de sua vida, e, nesse dia ele não vai te perguntar o que você fez com os ensinamentos que recebeu de pastores, de igrejas ou de algum irmão, se assim fosse talvez você tivesses desculpas, pois todos erram e nos decepcionam, mas certamente te perguntará o que você fez com a vida do seu Filho que foi enviado para morrer no seu lugar e pagar o preço dos pecados que você cometeu, afim de te dar uma vida nova e um novo começo. O Filho de Deus foi e é perfeito, e com relação a isso não haverá justificativas e nem desculpas, pois ele e somente ele pode te dar uma vida inteiramente nova e repleta de alegria e felicidade. Tome essa decisão agora e ele te dará um coração inteiramente novo. (Isa.41:9-13)

Terreno pedregoso: É aquele terreno cheio de pedras onde a semente nele lançada até chega a nascer, mas não tem profundidade e quando chega o sol, mata o broto porque sua raiz não encontra terra fértil e não consegue penetrar na terra. A pedra aqui é representada pela dúvida e falta de fé. As pessoas aqui vão à igreja, se emocionam, choram com a presença de Deus e a sentem, mas a dúvida impede que elas vejam a operação regeneradora do Espírito Santo, quase nunca vêem as respostas de Deus às suas orações e não levam uma vida íntegra nem recebem os milagres de Deus porque não acredita, seu coração é uma pedra, não possuem firmeza e quando vem a provação, elas morrem espiritualmente, porque não tem forças suficiente. Quem sabe amigo, se esse não é o seu estado, só você poderá analisar e, se for, saiba que Deus não te abandonou as promessas de Deus para sua vida é que Ele promete arrancar seu coração de pedra e te dar um coração de carne inteiramente novo. Ele e somente ele pode realizar nesse momento, uma cirurgia espiritual e te dar uma vida inteiramente nova (Ez.11:19,20).

Quem sabe se há muito você não está a espera de um milagre, e essa pedra te impede de ver o trabalhar de Deus. Quando a Bíblia relata o episódio da ressurreição de Lázaro, as pessoas estavam ali, muitas também queria ver um milagre, pois Jesus já havia dito que ele era a ressurreição e a vida, estava ali para provar o que havia dito, mas as pessoas não podiam ver, havia uma pedra que as impedia de ver o milagre. Todas as evidências apontavam para o fato de que já era tarde demais, o mau cheiro, o tempo de sepultamento, a doença e outros fatores, mas a pedra fazia com que eles conjecturassem, pois não podiam ver, apenas deduziam pelas evidências, mas Jesus Cristo estava ali e essa presença fazia toda diferença, ele via além, muito além da pedra. As pessoas olhavam para a pedra e via a morte, a decomposição, o mau cheiro, o impossível, a derrota, o fracasso, mas Cristo não via a pedra, mesmo olhando para ela, Ele via além, Ele via a glória, o poder e a unção de Deus, Ele via seu amor infinito e misericórdia e para que as pessoas também pudessem ver, Ele teve que antes ordenar:

“Tirai a pedra” e quando a pedra foi removida, somente aí, foi que todos puderam ver um autêntico e poderoso milagre, eles viram a vida surgir da morte e puderam glorificar a Deus. Deixe Deus agir em sua vida, tire a pedra do teu coração e creia em sua palavra e o milagre que espera poderá acontecer em sua vida, neste exato momento, aqui e agora.

Terreno cheio de espinhos: É aquele terreno mal cuidado, onde a terra está preparada, mas não pode germinar a Palavra de Deus porque os espinhos nele contido a sufocam impedindo que ela se desenvolva e conseqüentemente se torne também infrutífera.

    Este terreno é representado por aquelas pessoas que receberam a Cristo como seu Salvador e começam bem sua vida espiritual, mas não tem firmeza porque os cuidados excessivos com as coisas do mundo e a vida secular sufocam a Palavra de Deus. Este terreno é evidenciado também pela agitação da vida moderna, as preocupações como trabalho, estudo, posição social, correria, estatus, conforto, bem-estar, excesso de informações etc. Coisas necessárias, mas que em demasia, sufocam a própria vida nos levando a um lamentável processo vicioso, deprimente e degenerativo.

A vida torna-se tão corrida que há tempo para coisas tão importantes como família, esposo (a) filhos e laser, imagine o espírito, que, nestas condições, fica atrofiado. As pessoas deste quadro não têm nem tempo para si mesmas, quanto mais para Deus, pois elas não podem perder a sua provisão e previsão de conforto e bens materiais como carros, casas, empresas, conta bancária e o desejo de ser ricas e portentosas e terem uma boa visão do futuro além da preocupação de estarem sempre na moda. Resultado: geralmente são pessoas que se encontram em desespero pelo acúmulo de dividas às vezes gigantesco.

    A advertência da Palavra de Deus neste caso é triste e dura, pois a vontade de ser rico, de não passar por escassez e achar que esta é a visão do futuro e que é preciso vestir-se de acordo com as tendências da moda, tem levado a pessoa para um abismo profundo em vida. (AP.3:17,18,19). Dizes rico sou, e estou enriquecido e de nada mais tenho falta, mas a Bíblia diz que a pessoa que pensa assim, não sabe que é um coitado, e miserável, e pobre e cego e nu.

Amigo! Se este é o seu estado, Deus não quer que você permaneça assim, não é errado você ter posses, querer se vestir bem, fazer suas provisões e viver a vida secular, o errado é se deixar sufocar pelos excessos e fazer tudo isso sem Deus, Ele quer que você seja próspero e viva bem, que viva como um filho e Ele diz para você neste momento: “Aconselho-te que de mim compre o ouro refinado no fogo para que te enriqueças, este é ouro de um caráter reto, íntegro, provado e aprovado por Deus e refinado no fogo do seu Espírito Santo; e vestes brancas para que te vistas, esta é a roupa de cristão que anda de acordo com a moda, “vestes branca” representando uma consciência limpa, uma vida transparente, sem mancha, uma vida de santidade, separada e não contaminada pela sujeira do mundo, para que não apareça as vergonhas da sua nudez; e colírio para ungires os teus olhos, afim de que vejas; essa é a visão de um cristão: a certeza de sua salvação, não existe visão melhor para o futuro do que a certeza e segurança da sua salvação. “Eu repreendo e castigo a todos quantos amo. “Portanto, sê zeloso e arrepende-te”. Eis que estou à porta e bato...

Boa terra: Finalmente a “boa terra”, a terra que produz; terra onde a Palavra de Deus encontra seu devido aconchego, um coração receptivo que produziu abundantemente, um coração voltado para Deus, uma árvore plantada junto aos ribeiros de águas que produz seus frutos na estação própria e suas folhas estão sempre verdes.

    Não podemos deixar de produzir frutos, quantas pessoas estão vivendo com uma bela folhagem, mas estão estéreis de frutos? Falam bonito, pregam maravilhosamente bem, mas seus atos não condizem com suas palavras, falam uma coisa e vive outra, não podem dar pão ao que come porque não tem fruto, são figueiras estéreis, está mais ligado a metodologias, a cultura secular, a uma boa retórica, um infalível domínio da oratória e persuasão, mas estão vazias por dentro. Isso é muito perigoso. Não fomos nós que escolhemos a Cristo, Ele nos escolheu e nos designou para que demos frutos e o nosso fruto permaneça, e assim Deus é glorificado, em que demos frutos e o nosso fruto permaneça e nos tornemos seus discípulos. ( João 15:8,16)

    Somente poderemos produzir frutos, quando permanecemos ligados nele, nós somos os ramos e os ramos somente produzem se estiver ligado a árvore que é Cristo, pois sem Ele, nada, absolutamente nada podemos fazer.

    O machado está colocado na raiz de toda árvore, e toda árvore que não produz bons frutos, será cortada e lançada ao fogo. ( MT 3:10 )

Que Deus o abençoe rica e poderosamente e que essa palavra encontre o lugar que merece em sua mente, alma e coração.

(A.D.)

Nenhum comentário:

Postar um comentário