domingo, 6 de maio de 2012

Você é único e especial...

 


Você é único e especial. Não há nenhum, nenhum ser igual a você. Fazer o presente não é determinar o que esperamos dele. É plantar sementes para uma realidade que desejamos e merecemos. Acho que, além dos desejos individuais de cada um, todos desejamos ser felizes. Afinal é somente para isso que fomos criados.

Ser feliz não é ter algo, ser feliz é sentir-se feliz com a realidade. Temos que realizar sim, mas podemos também ir muito além de nossos desejos e sentir a felicidade de estar vivo e de admirar a realidade. Isto só é possível quando estamos no fluxo da Natureza. Não é preciso grande filosofia para isso. Basta admirar-se em primeiro lugar. Mas admirar a quem? Quem somos nós?

Personalidade é tudo que recebemos de educação, condicionamentos, profissão, família, como reagimos, nossos sentimentos. Isso pode ser mudado a qualquer momento, porque isso são cascas. Individualidade é tudo de divino que existe em mim, meu poder pessoal, minha capacidade, isso não muda. Se eu estou em acordo com minha individualidade sou bem sucedido, próspero e feliz como conseqüência natural. Se entro no pensamento coletivo, se tento me enquadrar em um padrão, jamais serei feliz e próspero, porque eu não fui concebido em escala industrial, sou um ser único.

(...) É fácil identificar. Se eu estou feliz, está tudo certo. Se não estou completamente feliz, tem algo a ser alinhado. Essa busca é de cada um, esse momento é de cada um. Porém, não há mais tempo a perder. Não há porque esperar para ser feliz. Assim como o sol nascer todos os dias, fatos desagradáveis são coisas que fogem à nossa pequenez. Mas podemos sim, temos o poder sim, de escolhermos o ângulo de visão, ou seja, nosso posicionamento, para usufruir de grande felicidade ao perceber esses movimentos. Afinal, na Natureza, tudo tende ao equilíbrio, sempre.

O que me deixa triste não é o acontecimento em si, é o fato de ele não coincidir com meu desejo. Mas e, se, somente se... se eu assumir e aceitar que não posso controlar tudo e, simplesmente, fluir? Isto significa observar mais e julgar, rejeitar menos. É como andarmos por um caminho desconhecido... não vamos andando a passos firmes, mas sim com suavidade e observação, não é mesmo? Isso se deve ao fato de aceitarmos que não dominamos aquele trajeto ou os riscos. A vida não seria como um caminho desses?

Se meus passos forem suaves, com aceitação, sem expectativas, apenas observando e pronta para o novo... isto é possível sim!!! Faça o movimento de fazer você mesmo por alguém o que esperava ter recebido dessa pessoa. Não espere, inspire!

(A.D.)

Nenhum comentário:

Postar um comentário