segunda-feira, 15 de agosto de 2011

Quando eu partir...





Quando eu partir, não se lamente.
Pode chorar, mas não desperdice muitas lágrimas.
Guarde nossos sorrisos.
Guarde nossos abraços.
Os momentos que pareceram eternos.
Tente lembrar de algumas brigas.
Mas só daquelas em que nos reconciliamos.
Lembre-se do Eu te Amo.
E esqueça do Eu te Odeio dito impensadamente.
Sorria das piadas que fiz.
E esqueça dos palavrões que falei.
Deseje novamente, meus carinhos.
Mas esqueça das feridas que abri em você.
Lembre-se dos sorrisos espontâneos.
Mas esqueça dos dias em que me pegou de mau humor.
Lembre-se, que fui humano.
Amei, humanamente, o quanto pude.
Vivi, humanamente, enquanto pude.
E errei, humanamente, mais do que gostaria.
E mesmo assim, esse momento não me é doloroso.
Tenho que ir.
Tenho mesmo que ir.
Mas levarei pedaços de você comigo.
Deixarei pedaços meus com você.
E quando quiser me encontrar, olhe pro céu.
Procure Deus entre as nuvens.
Procure-me entre Deus.
Você não O verá.
Mas eu te verei.
E o simples fato de você procurar por Ele, fará minh'alma mais feliz.
E se em algum desses momentos, uma chuva fina vier a banhar teu semblante, saiba que será meu sinal de felicidade, que carregará o Amor de minha'lma, e te dirá, discretamente:
- Eu sempre te Amarei.
 
(A.D.)

Nenhum comentário:

Postar um comentário