quarta-feira, 17 de agosto de 2011

Minha história...



 


Despertei mais cedo do que de costume.
Deixei a tenda e me aproximei do calor da fogueira que ainda ardia.
Não sabia se eu estava pronta, mas precisava
prosseguir... viver minha vida.
O sol ainda se erguia no horizonte à minha direita.
 A lua se despedia à minha esquerda.
Olhei à minha volta. Não havia ninguém, mas sim
muitos horizontes. Tantos quanto eu desejasse ver.
E cada um deles me acenava com uma história.

Nunca havia sentido, como naquele momento, a força da escolha.
Percebi que poderia seguir em qualquer direção que quisesse.
Caminhar o meu caminho. Fazer o meu futuro.
O futuro com o qual havia sonhado até aquele momento.
Vibravam, em mim, o instinto da criança e a intuição da mulher.

De pé, ao lado da fogueira, sorri... Voltei-me para o mais belo horizonte e,
naquele momento, entre a noite e o dia, deixei a aldeia...
Precisava viver a minha vida... Estar de pé, ao lado de outras fogueiras...

Autoria:  Xamã Ererê 

Nenhum comentário:

Postar um comentário