sábado, 19 de março de 2011

Amor verdadeiro...

 


Quando há dependência não há maturidade nem amor, há necessidade.
Usa-se o outro, o que é desamoroso.
Ninguém gosta de ser dependente,
porque a dependência mata a liberdade.
Os homens sempre querem mulheres
que sejam "menos" do que eles.
A maturidade vem com o amor e
acaba com a necessidade.
Amor é luxo, abundância.
É ter tantas canções no coração,
que é preciso cantá-las,
não importando se há quem ouça.
Quando somos autênticos,
temos a aura do amor.
Quando não, pedimos amor aos outros.
Quem se apaixona não tem amor e,
assim, não pode dar.
Quem é maduro não cai de amor,
mas se eleva nele.
Duas pessoas maduras que se amam,
ajudam-se a se tornarem mais livres.
Liberdade, moksha, é um valor mais
elevado que o amor.
Por isso é que o amor não
vale a pena se  destruir.
 
Autoria: Osho

Nenhum comentário:

Postar um comentário